Páginas

domingo, 13 de março de 2011

Aquele meu ser



Encontrarás, ao acordar, um ser que assumirá, sem pudor, seu estado.
Desvia o foco da janela entreaberta, os pássaros ainda dormem e os ruídos matinais estão, aos poucos, fazendo-o lembrar que há vida lá fora.

Passos lentos revelam o esforço físico, necessita de algo que está fora de seu alcance. Compreende os motivos futuros, dá força e sorrir ao ver acontecer, nega para si mesmo o que há dentro de seu coração e que quase não consegue conter. Algo tão poderoso e transbordante que se vê controlando a respiração para não desabar ali, na frente de quem não quer ver sofrer, tem que ser só seu o sofrimento, contido e mutável. Haverá, sim, de mudar. Passar jamais, a distância nunca foi bem-vinda e motivo de alegria para pessoas que se amam, porém não é um fato dos mais absurdos e anormais, pelo mundo se podem encontrar diversos casos, piores até, e que sobrevivem. Aliás, sobreviver sempre foi uma palavra bem complicada em sua mente. Analisa as pessoas em dois grupos: os que vivem, possuem uma vida saudável, feliz e que o que acontece vem sempre a somar, nunca dividir ou subtrair; e os que sobrevivem, levando a vida da maneira que acha ser o suficiente, o que dá, nunca sendo possível chegar longe, um pouquinho depois da curva pode ser perigoso demais, melhor permanecer como está que por mim tudo bem, e pra você?

Corpo imóvel na beira da cama, quem olha acredita estar prestes a cair. Lê pausadamente tudo aquilo que reuniu em um ano mágico, mas tão real que foi difícil acreditar estar realmente acontecendo. A sorte teria lhe dado um presentinho inesperado? Foi logo tratando de puxá-lo pelos braços mais negros, conclui. Braços fortes que não o pouparam da despedida, inevitável, doída. Não doida.

Fracassado, despedaçado, desprotegido. 
Um ser pode ser muito mais, ser tudo, ser nada, ser alguém, ser percebido, ser isso, aquilo, ser. Dois seres vão muito além.

2 comentários:

Beert disse...

Eu fico pensando qual vai ser o dia que você, ou eu, não importa a ordem, iremos acordar e não encontrar espaços vazios e má vontade. Qual vai ser o dia que eu vou acordar e te ver de boca aberta do meu lado ?

Beert disse...

Triste acordar e não ver você, não estar perto pra te proteger, ou pra você me abraçar, qualquer coisa, qualquer sorriso, sempre só quis isso, nada mais.

Postar um comentário